Kehinde Wiley


O pintor californiano, Patrtick Kehinde Wiley vem construindo de forma meteórica sua carreira. Ele estudou arte na Rússia, ganhou seu BFA de San Francisco Art Institute e obteve seu mestrado pela Universidade de Yale.
Morthyn-Brito-II
Suas telas, grandiosos retratos de negros contemporâneos ostentando suas roupas no estilo streetwear, misturam técnicas acadêmicas a uma estética pós photoshop, adicionando fundos que "vazam" para o primeiro plano e são referências explícitas à cultura afro, com estampas que remetem aos ricos tecidos artesanais africanos.

Wiley começou pintando a partir de fotos de homens jovens do Harlem e depois passou a retratar pessoas dos vários países que tem visitado, já como artista consagrado: Israel, África, Brasil e Índia,

Sua arte é carregada de um discurso político sobre as questões raciais e ele espera que ela exerça uma influência positiva na formação dos jovens negros. Segundo o próprio artista: "é importante para as crianças afro-americanas ver imagens de pessoas que se parecem com elas nas paredes do museu".



0 comentários: