O Estranho Mundo Natural de Ford


Por que ficamos tão chocados quando vemos cenas de violência entre outras espécies se nós humanos cometemos verdadeiras barbaridades contra nossos semelhantes?


O artista plastico Walton Ford traz essa reflexão em seu trabalho que é bastante peculiar, estranho e de grande beleza. Suas aquarelas de proporções gigantescas colocam em um outro patamar a tradicional pintura de história natural, expondo momentos muitas vezes violentos e bizarros que nos levam a comparar o comportamento humano com o dos animais em um ambiente selvagem.


Nascido em Larchmont, N.Y., em 1960, Walton Ford vive e trabalha na cidade de Nova York. Embora distante dos cenários que reproduz em suas obras, Ford encontra a inspiração na violência urbana e no comportamento do homem urbano. Embora  raramente apareça em suas pinturas, a presença humana é sempre implícita.


O trabalho de Ford está em inúmeras coleções públicas e privadas, como a do Smithsonian American Art Museum e o Museu Whitney de Arte Americana.
Uma retrospectiva do trabalho de Ford foi organizada pelo Museu do Brooklyn, em Nova York, em 2006, exposta também no Museu de Arte de San Antonio, no Texas e no Museu de Arte Norton na Flórida em 2007.
Em 2010-2011, comemorando seus 50 anos, Ford expos no Hamburger Bahnhof Museum Fur Gegenwart em Berlim, no Albertina em Viena e no Museu Louisiana de Arte Moderna na Dinamarca. 


A editora Taschen publicou três edições de sua monografia de grande formato, entitulada Pancha Tantra.
















0 comentários: