God Save Adam Lambert

fm_03161
As viúvas de Freddie Mercury se recusam a admitir mas Adam Lambert fez bonito na apresentação junto com o Queen no Rock in Rio 2015.
Dono de uma voz poderosa e interpretações totalmente originais, sem tentar imitar o lendário vocalista da banda, Lambert esbanjou carisma e se consagrou diante de uma platéia gigantesca.

Impossível fazer comparações entre Freddie e Adam. Ambos são grandes intérpretes, cada um em seu estilo. Freddie flertava com a ópera, Adam é muito mais jazzístico. Em comum têm apenas o poder vocal e a teatralidade.
E aos que insistem em colocar frente a frente os dois, vale lembrar que quando se apresentou no Rock In Rio há 30 anos, Freddie já tinha 15 anos de carreira. Adam foi descoberto recentemente, na 8º edição do programa American Idol (2009) e vem construindo uma carreira bastante sólida.
adam
Certamente o próprio Mercury teria batido palmas com entusiasmo para Lambert. E não apenas por seus dotes artísticos. Com 1,85 de altura, corpo sarado e braços tatuados, Lambert é um homem que chama a atenção.
Trocando 4 vezes de figurino durante o show, Lambert foi da releitura do roqueiro clássico, com jaqueta e calça de couro fake, resgatou elementos de moda dos anos 80 (colete em jeans manchado, calça branca rasgada e calça xadrez) e apareceu majestoso em um terno animal print e coroa. As botas e as luvas by Rick Owens estão hoje na lista de desejos de todos os fashionistas que assistiram a apresentação.
adam4
Apesar do show ter essa pegada comemorativa, teria sido muito melhor se usassem menos a lembrança de Freddie Mercury no telão e no playback. A aparição na emblemática canção Love Of My Life, seria suficiente como homenagem e para emocionar a platéia. mesmo com Brian My cantando junto...
Desnecessário também aquele exaustivo solo de guitarra de May. Apesar de ser um dos grandes guitarristas da história do rock, May não superou ainda a necessidade de aparecer e caiu no erro do "olha como eu sou bom". Essas exibições de virtuosismo são sempre muito chatas mas, já que existem, que sejam breves.
Eu sou fã confesso do Queen mas não tenho problema nenhum em dizer que hoje prefiro ouvir os discos antigos a ver um show da banda. Mas a presença de Adam Lambert salvou a apresentação de um mico histórico, colocando-a com segurança e por antecipação como um dos melhores momentos do Rock In Rio 2015.
God Save Adam Lambert.
adamonca

0 comentários: