Punk Homoerotic Art


Fernando Carpaneda é um artista plástico brasiliense radicado em Nova York, que mistura a estética punk e a arte homoerótica em pinturas, fotografias e esculturas assumidamente underground.

Seu nome ganhou a mídia no Brasil em 2011 quando "homenageou" o político Jair Bolsonaro, famoso por seu posicionamento fascista e homofóbico, com uma escultura impactante batizada de "Bolsonaro's Sex Party" onde o deputado aparece em uma orgia sadomasoquista com outros homens.
E são justamente as esculturas de Carpaneda que têm maior destaque em seu trabalho. As peças modeladas em barro são precisas, expressivas e realistas, qualidades que se acentuam pelo tamanho das obras que são quase miniaturas.


Embora geralmente apresentem a nudez masculina, membros eretos e até cenas de sexo, as esculturas de Carpaneda remetem às imagens de santos católicos do século XVII, que usavam cabelos e roupas de verdade. Ele mesmo costura as roupas e acessórios fetichistas usados por suas mini homens esculturais.



Há ainda a inserção de objetos extraídos do mundo real e cotidiano como pontas de cigarro, preservativos, latas de cerveja, roupas íntimas, caixas de pasta de dente vazias e até sêmen.
Carpaneda se inspira em suas próprias vivências para criar suas obras, a vida das ruas, o movimento punk, o sexo em becos e em lugares do underground novaiorquino.


Seus trabalhos já foram expostos na Art Basel em Miami, a Fundação Tom of Finland da Califórnia, The Stax Museum of American Soul Music em Memphis e The Leslie Lohman Museum de Nova York, entre outros. Várias de suas obras fazem parte de coleções de arte, galerias e museus em todo o mundo. Em 18 2012 ele foi o único brasileiro entre os selecionados e exibidos no famoso telão da Times Square, durante a abertura da exposição Art Takes Times Square.









A Arte de Fernando Carpaneda surpreende não só pela ousadia. A força das peças e a técnica se destacam até mesmo para os que ainda se chocam com a homossexualidade ou para aqueles que só conseguem ver o sexo antes de qualquer coisa.


Carpaneda é um artista corajoso também. Assim como Jean Genet na literatura, sua paixão se manifesta por personagens marginais, do submundo, como os garotos de programa, os ladrões, punks e góticos, moradores de rua e outros tipos que causam incômodo na sociedade conservadora.
Em 2016 Carpaneda sacudiu Brasilia, sua cidade natal, com uma esposição chamada "Just Penis", resultado de 4 anos retratando em desenhos os pênis de 116 homens que responderam à convocação via internet.


Auto-retrato.

0 comentários: