Gnossiennes


A dança é uma das mais belas e completas formas de arte e reúne em si todas as formas de expressão artística - a música, o teatro, as artes plásticas, a literatura, a poesia…
Em 2013 a Garage Magazine, publicação especializada em artes e projetos artísticos, convidou o bailarino ucraniano Sergei Polunin e a bailarina russa Kristina Shapran para um duo improvisado sobre Gnossiennes Nº 1, de Erik Satie.


Satie (1866-1925) foi um dos grandes compositores franceses dos séculos XIX e XX, tendo seu nome ligado à vanguarda parisiense e à origem do minimalismo, do teatro do absurdo e da música repetitiva que exerceu grande influência sobre a obra de Debussy e Ravel.
Gnossiennes é um termo criado por ele no final do século XIX para um série de composições que marcam um período de transição em sua obra entre o barroco francês e as experimentações harmônicas mais ousadas.
O nome Gnossiennes vem do interesse do compositor na época pela Gnose. As composições se caracterizam principalmente pela ausência de marcações de tempo, sugerindo liberdade na interpretação.


Essa mesma liberdade está na belíssima coreografia de Polunin e Shapran, registrada em vídeo sob direção de George Harvey, com fotografia de Rufai Ajala, stylist de Celestine Cooney com peças da Topman, DKNY e Todd Lynn.






0 comentários: